20.12.06

Horoscópio para a época festiva

Bóia: Pode sentir que já conheceu dias de maior popularidade, mas em círculos mais restritos haverá sempre quem o faça sentir mais inchado e reconheça as suas qualidades de não deixar um amigo ir ao fundo.

Pneu: A sua natureza tanto pode levá-lo a percorrer enormes distâncias incansavelmente como de um dia para o outro pode atirá-lo para o fundo do mar. Nem nós podemos prever o que lhe vai acontecer a seguir. Tenha cuidado com os nativos de prego.

Prego: Controle mais as emoções. Tanto se deixa afundar por quem lhe martela a cabeça como no momento seguinte está pronto para lixar a vida a um nativo de pneu. Procure fazer amigos. Pão e mostarda são as nossas sugestões.

Copas: Nunca mostre o jogo todo. Lembre-se que mais vale um trunfo na mão que uma manilha a voar. Em breve descobrirá a nobre arte do bluff e isso mudará a sua vida. Isso e o dia em que perceber que o naipe mais importante é o de espadas, pois é no ás de espadas que vem sempre inscrito o nome do fabricante do baralho.

Ponta-de-feltro: Você deixa a sua marca nas pessoas e isso é importante. Cultive essa qualidade. Agruras da vida podem fazer com que venha a amarinhar pelas paredes, mas evite essa reacção. É muito mais chato para limpar.

Frutóchocolate: Tal como os nativos de Bóia, você está fora de tempo. As longas caminhadas outrora tão produtivas, hoje em dia são em vão. Encha-se de bolor até que a vida lhe volte a sorrir.

Pêra-abacate: Você é um inútil, mas anda com a mania das grandezas desde que apareceu na capa do último disco dos Pearl Jam. Ganhe juízo e reconheça que a sua única qualidade reconhecida é ser venenoso para papagaios. Ganhe coragem e mate uns quantos.

Isca: Veja as coisas pelo lado positivo. A vida não é uma cebolada. Cuidado com o seu alcoolismo crónico.

Entregador de pizzas: Você nasceu para sofrer. Passa a vida a sentir o cheiro do que não pode comer. Mal por mal, devia ter continuado a estudar para ginecologista. Aquela Fanta que se esqueceu de levar a acompanhar a Bacana familiar ontem à noite vai apanhá-lo num beco escuro qualquer dia e pugnar por vingança. Está lixado.

Bléquendéquer: Você está plenamente convencido de que tem algo a dizer acerca de tudo. E fala alto que se farta. E quando se vai a ver, só faz mesmo é barulho. Procure uma mensagem sobre o sentido da vida na discografia do Graciano Saga. Se isso não bastar para o manter entretido, faça as malas e parta em busca do paradeiro de Umberto Smaila (aquele badochas de bigodinho que apresentava o “Água na Boca”, que dava há 12 anos na SIC). Telefone quando tiver novidades.

Koala: Você é queridinho, fofinho, amoroso e, como tal, ninguém se interessa realmente por si, a menos que apareça National Geographic Channel, ou embalsamado ao canto da sala. Tem um coração muito frágil, o que faz de si o que se convencionou chamar de “tenrinho”. Cuidado com as emoções fortes. Cuidado com as quedas de granizo, neve nas terras altas e com as suas próprias quedas duma árvore abaixo quando adormece. Cuidado com as paixões. Cuidado com o sal. Cuidado com os últimos 15 minutos dos jogos do seu Sporting. Cuidado para não extinguir a espécie. Não que faça cá muita falta.

1 comentário:

RadaR disse...

Finalmente! Tava difícil postares isto! Muito bom...